O voo e queda de Ícaro

  • Ano: 2013
  • Técnica: fotografia

.

.

.

     

 

"O conceito de informe - criado por George Bataille e desenvolvido por Yve-Alain Bois e Rosalind Krauss no seu ensaio formless 1 - tem como base quatro linhas operativas: pulse, batimento que representa a separação entre espaço e tempo; base materialism, qualificação da matéria; entropy, enquanto elemento relacionado com a ordem estrutural dos sistemas, e horizontality, que segundo George Bataille funciona como um sistema de mapeamento espacial.

Apesar de se encontrarem pontos de contato entre estas quatro operações, e as imagens que compõem o projeto O voo e queda de Ícaro, é toda a reflexão patente no capítulo da horizontalidade que se afigura como linha condutora do seu questionamento e conceção - a associação da passagem do plano horizontal inerente ao objeto cama, para o plano vertical em que as imagens são expostas, está associada à dialética entre a morte e a vida, entre o terreno e o divino.

Assim, esta mostra convida a um percurso - voo - que eclode da observação de camas quentes, das quais se acabou de levantar alguém, ocorrendo nesse instante a primeira inversão do eixo de observação, abandonando as representações o eixo horizontal boca/ânus característico do estado animal, para ascenderem ao eixo vertical, estatuto reservado ao Homem enquanto ser superior.

Percurso que remete ainda para uma dimensão cartográfica, através da qual ficcionamos o papel de Ícaro ao sobrevoar estes mapas, mapas que fazem sonhar, tal como as ilhas ou os territórios desconhecidos e, tal como nos descreve a lenda mitológica, também nós não resistimos à tentação de voar demasiado perto do Sol, sendo forçados irremediavelmente a retornar ao ponto de vista iniciático - horizontal - à (pela) condição de meros mortais."

Henrique Vieira Ribeiro, 2015

1 Bois, Yve-Alain; Krauss, Rosalind E.  (1997) Formless : a user's guide, New York, Zone Books
2 Buci-Gluksmann, Christine (1998) 'Cartografias ou Icartografias' in Pavão, Isabel Cartographies.
 

 

 

 

O voo e queda de Ícaro | Mute Art Gallery | Lisboa, 2015/2016

 

 

 

 

.

.

.

.

.